FAZEMOS TODOS PARTE DE UM GRANDE TEATRO, CADA QUAL REPRESENTANDO SEU MELHOR OU PIOR PAPEL.
*artesãdaspalavras*

HÁ TEMPOS, ENSAIAMOS... A ESTREIA NÃO ESTÁ MARCADA, CONTINUAMOS ENSAIANDO...
*Suely Ribella*

"TODOS OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS TEM SEUS DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS"

30 de ago de 2013

CADÊ VOCÊ?


Cadê você, que não vejo?
Anda por onde, meu bem?
Vem aplacar meu desejo,
quero você, mais ninguém...
.
Suely Ribella ©
*

Um comentário:

Rosi Gouvea disse...

*
Repara:
ermas de melodia e conceito
elas se refugiaram na noite, as palavras.
Ainda úmidas e impregnadas de sono,
rolam num rio difícil e se transformam em desprezo.
,
in-Carlos Drummond de Andrade
,
conchinhas de amizade
,
*
Beijos carinosos
*